As mudanças no setor de armazéns e distribuição.
2 de março de 2021

Dispositivos Corporativos x Smartphones.

Cada vez mais empresas usam dispositivos móveis em suas operações, desde o atendimento a pacientes em consultórios e hospitais até empresas de delivery ou serviços públicos como abastecimento de agua e energia.

A necessidade sempre mais urgente de informações para os sistemas administrativos, financeiros e atendimento ao cliente, aumentaram a pressão sobre as empresas para coletarem dados em tempo real.
Uma vez que todos precisam trabalhar mais rapidamente, ocorre a tentação de oferecer às equipes, dispositivos de consumo, como smartphones habitualmente usados. Afinal, são rápidos, fáceis de usar e eles tendem a custar menos.

No entanto, no uso profissional, as equipes de trabalho precisam do equipamento certo para executar, com sucesso, o atendimento aos clientes. Isso, é especialmente verdadeiro para os dispositivos móveis usados pelas equipes de trabalho em campo. Aí surge a pergunta: O uso de equipamentos de categoria consumidor são adequados para o uso profissional?
Comprar dispositivos de consumo para uso em atividades corporativas, realmente traz economia?

A empresa de pesquisa VDC, diz que os dispositivos de consumo, são três vezes mais propensos a falhar no período de um ano, do que dispositivos robustos de uso corporativo. Dado que todas as falhas podem resultar de 180 a 260 minutos em perda de produtividade do trabalhador móvel, e em tempo de suporte, o impacto geral sobre os custos de funcionamento pode ser alto. Realmente, o custo inicial de um dispositivo consumidor pode representar apenas 10% do custo total de propriedade – TCO. Por que isso?

A seguir estão os cinco principais motivos:
1-    Fragilidade: os dispositivos de consumo são construídos para períodos curtos de atividade – não são utilizados intensamente, durante todo o dia. Eles também não são feitos para serem molhados ou ficarem em ambientes frios, por exemplo, e suas telas são frágeis – telas rachadas representam 77% das falhas. Os dispositivos defeituosos exigirão o gerenciamento da sua equipe de suporte e você precisará manter back-up dos dispositivos para tentar minimizar o tempo de inatividade.
2-    Duração da bateria: como você já deve saber, a partir de seus dispositivos pessoais, a bateria geralmente começa a se degradar significativamente após um ano – e isso com o uso típico de consumidor. Imagine como a bateria ficaria com uso comercial intenso. Quando a bateria estiver baixa, se não for removível, todo o dispositivo deverá ser carregado. Consequentemente, talvez seja necessário comprar mais dispositivos para garantir que suas equipes possam trabalhar o dia inteiro.
3-    Acessórios: a maioria dos dispositivos de consumo são projetados para um único usuário. Portanto, eles não têm os tipos de acessórios que suas equipes de trabalho precisam, além do que, os acessórios de consumo não são construídos para um ambiente de trabalho. Veja os berços de carregamento. Acessórios de carregamento da bateria de dispositivos de consumo, normalmente não oferecem a possibilidade de carregamento em série, ou seja, com vários dispositivos simultaneamente. Levando-se em conta quantas vezes eles serão usados, esse é um problema esperando por acontecer. Além disso, talvez seja necessário comprar novos berços, carregadores ou suporte para veículos todos os anos à medida que os modelos de dispositivos de consumo mudam. Isso também pode desencadear a necessidade de modificar o design do backroom, o que acrescentará custos.
4-    Vida útil do dispositivo: a taxa de substituição do dispositivo de consumo – quando os novos dispositivos são liberados e suas versões antigas são retiradas – não pode ser deixado de lado. E na categoria dos dispositivos de  consumo, 12 meses é o tempo máximo que um modelo está disponível, sem garantia de que os futuros modelos serão compatíveis com as versões anteriores. Em um horizonte típico de investimento de três a cinco anos, em dispositivos móveis, sua equipe de suporte pode acabar gerenciando várias versões e modelos – e quanto maior a equipe, mais oneroso será.
5-    Segurança: os dispositivos de consumo são propensos a ataques à segurança e tem vulnerabilidades. Na verdade, cresce o numero das empresas que relataram uma violação de segurança como resultado do uso de um dispositivo consumidor na empresa. O custo no suporte para violações de segurança, também pode ser alto.

Esses pontos foram apresentados em um estudo encomendado pela Zebra Technologies, que comparou o uso das duas categorias de dispositivos em tarefas corporativas ou profissionais.

Então, quais são os principais pontos a considerar para garantir que você escolha o dispositivo certo? Quais características são críticas para o seu ambiente de trabalho?

A RW Serviços, com 20 anos de experiencia no fornecimento de dispositivos móveis a empresas de vários segmentos, pode orientar na escolha dos equipamentos adequados para sua operação e apoiar seu crescimento. Vamos agendar uma conversa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *