O transporte de encomendas está mudando.
6 de dezembro de 2018

O negócio de encomendas mudou.

Há algumas semanas, enquanto adaptava o texto “O transporte de encomendas está mudando”, para o blog RW, eu pesquisava um livro para compra. Verifiquei em duas livrarias digitais no Brasil, no entanto, uma não tinha o livro no catálogo e a outra entregaria o livro em torno de 90 dias, provavelmente eu já nem me lembraria o porque comprei o livro. Por fim pesquisei em uma plataforma digital americana que tinha o livro a um custo menor, embora em dólar e o entregaria em duas semanas.

Rastreabilidade da encomenda

Pedi o livro no dia 13 de dezembro com a previsão de entrega entre os dias 27 de dezembro e 7 de janeiro, e o frete não era maior do que o frete nacional. Inicialmente duvidei do prazo, pois afinal, além da imagem de demora das entregas internacionais, é final de ano, mas resolvi arriscar. Recebi um código com o qual podia rastrear meu pedido, praticamente em tempo real, porque diariamente ele mudava o status várias vezes.

Quando vi que no dia 18 de dezembro o livro havia chegado no CD da empresa no Brasil, vindo de Orlando na Flórida, percebi que ele realmente poderia ser entregue no dia 27 de dezembro. 

Três dias depois, 21 de dezembro, à tarde, fui avisado que havia uma encomenda para mim na portaria do meu prédio. Para minha grata surpresa, era um profissional de uma empresa local de entregas com minha encomenda, solicitando minha identidade e que eu assinasse na própria tela do dispositivo móvel que usava, um TC51 da Zebra Technologies, para confirmar a entrega. Feita a assinatura, ele clicou em um botão e a informação de entrega concluída foi atualizada no site de rastreamento da empresa. E lá estava um cliente satisfeito, que teve suas expectativas superadas.

Do dia em que fiz meu pedido até a entrega, foram 8 dias, provavelmente um prazo menor do que de uma entrega nacional. 

Resolvi compartilhar essa experiência por ver que ela é uma demonstração de que o negócio de entregas já mudou. Alguém poderia até dizer que mudou fora do Brasil, nos Estados Unidos, onde há uma infraestrutura de tecnologia mais abrangente e confiável. Realmente, o pedido foi feito a uma empresa americana, que colocou todo um processo de entrega em funcionamento, até a minha porta; mas, foi uma empresa local, de Fortaleza, que me entregou a encomenda, mantendo processos, padrões e tecnologia semelhantes aos da empresa americana para quem terceirizava.

Alguns anos atras havia tido uma outra experiência com essa mesma plataforma, porém, sem a mesma rapidez na entrega. O que mudou de lá pra cá? Os processos de entrega impactados pela tecnologia chegaram até a porta do cliente, no Brasil. Anteriormente o uso da tecnologia móvel seguia até entrega da encomenda para a empresa brasileira, e dai pra frente era um “buraco negro”, não se tinha mais informação até que a encomenda fosse entregue ao cliente – ou não.

Com essa nova experiência, deu para perceber que o negócio de entrega já mudou, substancialmente, mesmo no Brasil, e aquelas empresas que souberem adaptar seus processos, incorporando tecnologia, terão um forte diferencial de maior agilidade, segurança e precisão nas informações, além do principal, a satisfação do cliente, que poderá receber seu pedido antes do prazo previsto, ou seja, tendo sua expectativa superada.

Eduardo Junqueira – RW Serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *